Plano de marketing pronto

Plano de marketing pronto

Para tudo há um plano, um método, uma fórmula para alcançar seus objetivos. Nada é feito por acaso e sempre há um plano de marketing pronto à mostra pela mídia.

Você pode empresas famosas como Coca-Cola lançando moda através de seu sucesso e ver que aquilo não foi uma tacada de sorte. Foi estratégia pura, um plano de marketing eficaz. No entanto, como fazer algo próximo disso seu?

Prossiga com a leitura do artigo e confira um plano de marketing pronto.

O que é um plano de marketing pronto?

Não é tão difícil entender o que é um plano de marketing, pois se trata apenas de planejamento do marketing. Não sendo tão simplista, é o planejamento das ações de marketing da empresa, visando alcançar certo objetivo.

É um plano que pode se voltar tanto para a marca em si, de um certo produto ou de tal serviço oferecido. Não importando o que seja, o plano serve como guia para ações estratégicas da marca.

E isso a faz de uma ferramenta de gestão da empresa, de forma a ela se manter competitiva no mercado e, especificamente, no seu segmento. Fazer isso requer que a empresa tenha estratégias competitivas de marketing.

Sendo algo tão complicado, existe uma forma de contar com um plano de marketing pronto. Sempre há um planejamento já montado e testado de forma eficiente no mercado por outra empresa, um exemplo a ser tomado.

Montar um bom plano de marketing requer conhecimento do seu mercado de atuação, pois as decisões tomadas em planejamento abalam todos os aspectos da empresa.

E existe um bom plano de marketing pronto que leva em conta vários aspectos.

Desenvolvendo um plano de marketing pronto

Os 4 pilares de execução

Plano de marketing em dois frontes

Um bom plano deve contar com dois planos de marketing elaborados, um se relacionando com o outro. Trata-se do plano estratégico e do plano tático.

O plano estratégico, de 1 ano ou mais, deve ser bem alinhado com o que a empresa é: sua cultura, sua marca, a área de atuação e suas personas.

Já o plano tático, de 1 mês ou 3 meses, se projeta para execução dos objetivos, visando melhoria contínua.

Modelo de Marketing definido e alinhado com o comercial

O marketing, como primeiro ponto de contato da empresa com o cliente, deve encaminhar bem os potenciais clientes para o meio comercial. No entanto, não se trata apenas de unir esses dois.

É comprovado que alinhamento entre vários departamentos em um único objetivo é uma base montada para sucesso do produto/serviço.

Analisar a empresa, área de atuação e concorrência

Você pode até montar a teoria, mas deve conhecer a realidade. Entender como está a situação da empresa, como andam as movimentações do mercado e como a concorrência anda atuando é parte essencial desse projeto.

  • Entenda quem é o cliente, como sua empresa se encontra no mercado e qual mensagem você está transmitindo;
  • Analise suas capacidades, veja se sua mensagem está alinhada com o que de fato você pode fazer;
  • Analise a concorrência, de forma a determinar como você se mostrará a melhor opção.

Defina bem como devem agir os stakeholders

Lidar bem com a equipe com a qual trabalha, lidando com suas expectativas e receios é uma base do sucesso de um plano de marketing.

Uma equipe sempre tem conflito de egos, então você deve administrar bem isso, de forma a trazer o melhor de cada um e evitar conflito.

Definindo a estratégia de marketing

Existem 6 regras básicas para definir uma estratégia de marketing:

  • Maior conhecimento, melhor estratégia;
  • Branding é de um papel bem relevante;
  • Diferencie-se da concorrência, estar muito próximo é ruim para o marketing;
  • Alinhar a comunicação com as ações da empresa;
  • Entenda o sentido de existir da empresa.

Isso faz com que a estratégia de marketing não ocupe mais do que uma página, embora possa ser usada por mais de um ano. É aqui que é definido posicionamento, sempre centrando-se no cliente.

Qual o modelo típico para definição da estratégia? Primeiro, segmentar o público, encontrar possíveis cliente. Depois, focar em um específico para agir. Para terminar, posicionar a marca para alcança-los.

Esse modelo precisa que você atenda a uma dessas 6 condições:

  • Novo negócio, muito tempo e pouco dinheiro;
  • Novo negócio, certo tempo e certo dinheiro;
  • Novo negócio, muito tempo e muito dinheiro;
  • Negócio montado, mas com marketing começando;
  • Negócio montado, já em crescente estável, mas que necessita de maior relevância do marketing;
  • Negócio montado, com necessidade de marketing pesado.

A direção que sua empresa tem é o começo da definição da estratégia de marketing.

Definindo táticas de marketing através da Jornada do Cliente

Topo

No começo da jornada, o marketing deve escolher bem os canais de interação com o potencial cliente, utilizando das ferramentas certas:

  • Marketing de conteúdo, fazendo conteúdo relevantes para o público-alvo;
  • Website, para inserir o marketing de conteúdo, num formato amigável e acessível ao usuário;
  • Usar palavras-chaves nas postagens do website, de forma a trazer o público que pesquisa pelas mesmas;
  • Usar de SEO, o nível alto de palavras-chaves, para montar toda uma linha de produção voltada para o rendimento do conteúdo nas pesquisas;
  • Cria uma base de dados dos potenciais clientes, de forma a produzir uma campanha eficiente que os alcancem;
  • Usar da publicidade junto de uma linha editorial;
  • Botar em destaque seu produto, através de AdWords.

Meio

Aqui o potencial cliente se aproxima de se tornar cliente e busca comprar algo que solucione seu problema. Agora você deve usar ferramentas para alcançar sua visão:

  • E-mail Marketing;
  • Setor de Relações Públicas;
  • Networking;
  • Contar com referências;
  • Eventos, mostrando presença física;
  • CRO, para converter visitantes do website em clientes.

Fundo

Agora, você influenciou em seu desejo de compra e, provavelmente, o cliente comprou. Agora você precisa segurá-lo e para isso você conta com ferramentas e estáticas para análise:

  • Net Promoter Score (NPS), um mix de Analytics e ação;
  • Ofertas relevantes em momentos propícios;
  • Continuar interagindo após venda;
  • Usar do CRM para gerenciar as informações;
  • Cartão de convite;
  • Oferecer boa assistência e atualizações sobre novidades.

Avalie e compreenda todos os indicadores

Usar dos KPIs (ou indicadores de eficiência) é importante para compreender a eficiência de todos os processos tomados até aqui. Falo de análise qualitativas, testes e hipóteses, de tentar entender como o produto se sai em público!

É diferente para todos, então não espere um analytics igual. Por isso, é preciso compreender, planejar, executar, medir e melhorar.

Exemplos de Plano de Marketing pronto

Não um modelo, mas um conjunto de indicações e plano para empresas são apresentados pelo Banco Santander em seu site: https://www.santandernegocioseempresas.com.br/detalhe-noticia/como-criar-um-plano-de-marketing-efetivo.html#

Já em inglês, um exemplo de montagem de uma propaganda positiva, a escola Harvard montou seu plano de marketing pronto. Não é a toa que é famosa e você conferir isso aqui: http://www.marketingmatters.co.za/images/site_content/Articles/Mentorship/Harvard%20Review%20-%20Creating%20a%20marketing%20plan%20an%20overview.pdf

Entender como fazer um bom plano de marketing pronto é entender como agir no mercado e estar preparado para qualquer tipo de situação. Busque sempre saber mais sobre.

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart