}catch (ex){}

Marketing jurídico: da teoria a prática

TREINE SUA EQUIPE!

TREINE SUA EQUIPE!

CONSULTORIA EFICIENTE!

CONSULTORIA EFICIENTE!

marketing jurídico

O marketing jurídico é uma ferramenta necessária para todos aqueles que trabalham oferecendo serviços na esfera da lei. Se você é advogado, tem um escritório de advocacia ou trabalha de alguma forma com o setor jurídico, precisa entender dessa forma de marketing.

Antigamente, bastava ter um bom nome e um escritório fixo para ser constantemente procurado um número de clientes significativos. Hoje em dia, contudo, a concorrência cresceu muito. O curso de Direito é um dos campeões em formandos do nosso país. Se você tem dúvidas de como esse setor cresceu, dá uma olhada aqui: Direito é o curso superior mais procurado do Brasil.

Portanto, tem se tornando imprescindível que advogados e escritórios de advocacia expandam seus horizontes e adotem estratégias mais assertivas, considerando inclusive a nova realidade das tecnologias da informação.

1. O que é o marketing jurídico

O marketing jurídico é um conjunto de técnicas e estratégias utilizadas para fortalecer a imagem de advogados e bancas no meio digital sem ferir o Código de Ética e Disciplina da OAB.

É importante deixar isso claro. Assim como no marketing médico, existem limites éticos que precisam ser respeitados. Estes dizem respeito a questões específicas da atuação dos profissionais do Direito.

Portanto, antes de iniciar qualquer estratégica de marketing jurídico revise o Estatuto da Advocacia, o Código de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB e seus Provimentos. Não deixe nada passar em branco, ou pode ter dores de cabeça futuras em sua carreira.

Com certeza quem é advogado e atua na aérea jurídica já deve saber que a OAB não permite que profissionais de direto fazerem propaganda para captar clientes. Mas, fazer marketing não se resume apenas a fazer propaganda, portanto, você não precisa nem deve ficar estagnado.

É por meio de um marketing jurídico bem elaborado que você pode apresentar ao público quais são as suas especialidades e quais problemas você resolve com sua prestação de serviços. Você também pode sempre destacar seu bom nome, sua formação e sua experiência profissional, sempre respeitando os limites éticos e o sigilo dos clientes, é claro.

Portanto:

  1. Foque em estratégias que não envolvem propaganda;
  2. Respeito os limites éticos e legais da profissão;
  3. Não fuja das novas mídias digitais.

Vamos entender tudo isso melhor.

Repense a forma como você entende a advocacia

Nada na sociedade humana permanece estagnado. A sociedade se transforma conforme novas relações surgem, novas formas de governo aparecem, e claro, conforme a tecnologia evolui. E nisso tudo as profissões também precisam se reinventar e adaptar-se.

Algumas profissões morrem, outras nascem e todas as demais somente sobrevivem se conseguirem se transformar para atender satisfatoriamente as novas demandas sociais.

O Direto enquanto ciência humana de grande relevância é uma das aéreas que mais se modifica com o tempo. Acontece que não é somente as leis e os códigos que mudam, também se altera a forma como os profissionais jurídicos se relacionam com os seus clientes, com a sociedade e com a própria profissão.

Embora a propaganda seja proibida, não há nenhuma proibição em entender a prática da advocacia como um negócio e tendo esse entendimento, usar de estratégias de marketing para melhorar sua visibilidade no mercado.

O marketing não se resume a propaganda, ele é uma disciplina própria que lida com todo o processo de comunicação e interação com o público, sendo conquistar e fidelizar clientes o seu principal objetivo. Mas, ao longo dessa jornada várias ferramentas podem ser usadas, e a propaganda pode bem ficar de lado, o marketing jurídico se faz sem ela.

Por um lado isso é até positivo. Afinal, as pessoas atualmente vivem saturadas por todo o tipo de anúncio, é propaganda por todos os lados, da televisão a internet. O consumidor não consegue mais prestar atenção em tantos anúncios. Mas, ele presta atenção em um marketing bem feito, que tenha conteúdo de qualidade.

2. Marketing Jurídico: conquistando clientes e negócios

Nós sabemos que o boca a boca ainda é uma das estratégias mais difundidas na advocacia. Ela é perfeitamente válida, afinal, quando o cliente fala bem do seu serviço é uma das melhores formas de publicidade que você vai obter. E sem violar nenhuma norma ética, pois as pessoas são livres para se expressarem. E é o cliente que está falando, não você.

Contudo, especialmente para escritórios menores e principalmente para profissionais liberais, ficar só com o boca a boca é inviável. Você vai andar a passos muitos lentos assim, e aquele seu colega do mesmo ramo que atua com um marketing jurídico logo vai estar passando a sua frente.

Ao implementar uma estratégia de marketing jurídico coerente você vai divulgar a qualidade do seu trabalho, sem fazer propaganda. E dessa forma os seus clientes quando procurarem por um advogado já vão conhecer mais de perto seus serviços, sendo mais propensos a fecharem negócio com você.

Além disso, o marketing jurídico bem aplicado permite criar um funil de clientes, ou seja, atrair somente as pessoas com o perfil certo, aquele cliente com uma demanda que precisa de um profissional como você para ser solucionada.

E para que não reste dúvida, você não vai captar clientes. A captação é um processo onde o profissional adota uma abordagem direta de vendas, tentando persuadir o cliente a comprar o produto ou contratar o serviço. Isso o código de ética da profissão e a OAB não permite. E você não fará.

É por isso que o foco do marketing jurídico é aquela publicidade informativa, que educa o público, com artigos relevantes e úteis, falando sobre problemas jurídicos relevantes para as pessoas.

Portanto:

  1. O marketing jurídico não visa captar clientes e não faz propaganda;
  2. O marketing jurídico divulga seu trabalho e atrai o perfil certo de clientes.

Bons profissionais do Direito produzem conteúdo de qualidade

Quem atua na aérea jurídica mais do que ninguém precisa mostrar do que entende do que fala. Sendo bem direto: é o conteúdo de qualidade que vai vender o seu peixe na advocacia.

O código de ética da profissão permite que os advogados façam publicidade informativa do seus serviços. É possível fazer isso inclusive pelos meios digitais. É o tipo de publicidade que demonstra a sua qualidade profissional através dos conhecimentos que você demonstra enquanto informa o público.

Quem tem um problema jurídico logo quer saber o que a lei diz sobra a questão. E depois, quer saber o passo a passo para solucionar tudo da forma mais eficaz e menos burocrática possível. E quem entende de leis e seus caminhos pelo sistema jurídico senão você, o profissional de Direito?

Mostre ao público que você sabe, você estará educando juridicamente as pessoas ao mesmo tempo em que passa uma imagem de profissionalismo e excelente. Assim quando o cliente tiver um problema que seja do seu ramo de atuação ele vai lembrar do seu nome e como você entende tao bem do assunto, ou seja, você é a pessoa certa para o serviço.

3. Estratégias de marketing jurídico

O foco do marketing jurídico é sempre no conteúdo na publicidade informativa. Nunca naquelas campanhas persuasivas e até mesmo agressivas que algumas marcas fazem, tenha isso em mente, pois todas as estratégias que selecionais para você giram em torno da produção de conteúdo e como fazer isso de forma inteligente.

Dito tudo isto esta na hora de apresentar algumas estratégias simples, mas que podem trazer uma melhora significativa na sua carreira.

Vamos lá?

Marque presença nas redes sociais

Tenha um bom perfil profissional no Linkedin, e mantenha também uma página profissional em redes sociais como o Facebook e o Instagram. Nos dias atuais a maioria das pessoas usa a internet inclusive para pesquisar serviços jurídicos!

Lembre-se que o marketing é relacionamento com o cliente também! Estar acessível nos canais digitais e publicar conteúdo relevante, que tenha a ver com sua aérea de atuação é fundamental.

Tenha um Blog

A melhor forma de mostrar que você entende do assunto é escrevendo sobre ele com frequência. Portanto, crie um blog, produza conteúdo e forme uma boa base de seguidores.

E se você tiver seguindo nossa primeira dica já terá suas redes sociais. Então, você pode usar seus perfis para promover o conteúdo do seu blog, ao mesmo tempo em que coloca os links de acesso das suas redes sociais nele!

Uma via de mão dupla que funciona muito bem para divulgar seu trabalho. e se você não sabe por onde começar, dá uma lida aqui: Como criar um blog.

Conheça seu público e defina metas

Você deve saber para quem escreve e quais objetivos pretende alcançar. Portanto, analise o perfil dos seus clientes e leitores para identificar padrões como: renda, gênero, estado civil, escolaridade, demandas principais, quais os meios mais frequentes que eles entram em contato etc.

Isso vai permitir até mesmo que você use a linguagem certa nos seus textos e claro, vai permitir que você identifique quais os seus focos de atuação. Por exemplo, se mais da metade dos seus clientes entram em contato via Whatsapp, que tal ter um Whatsapp Business?

Fica a dica!

Marketing jurídico

Não esqueça: o marketing jurídico traz mais visibilidade ao profissional, melhora o relacionamento com o cliente e permite que você construa um nome sólido na profissão.

CONSULTORIA EFICIENTE!

CONSULTORIA EFICIENTE!

TREINE SUA EQUIPE!

TREINE SUA EQUIPE!

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart